Amandinha Gostosa na Cama

Amandinha Gostosa na Cama

Amandinha Gostosa na Cama

ela fechava os olhos de dor. Ficou claro que aquele garoto era meu macho e estava me dominando, e seria assim o final de semana, eu deveria aceitar e tentar curtir. Ela foi encostando no padre e ele não se mexia só olhava pra os peitões dela.

O Eduardo percebeu e tratou de mandar logo o liquido que entrou em mim queimando como fogo, e minha bunda ficou mais do que dolorida, ele estava muito excitado e acabou com a injeção e tirou aquele pinto enorme carrancando de vez minha calcinha e me comendo ali mesmo, foi maravilhoso, depois ele me colou por cima dele e sem sair de dentro de mim, enfiou novamente aquela injeção agora com mais força, meu grito foi contido pela língua dele, me dando um beijo ardente. Posso tirar?– Sim…"– faz uma chupetinha gostosa no seu priminho vai, priminha….

Já estava começando a arder quando senti ele aumentar o ritmo e ele gritava “REBOLA MINHA PUTINHA SAFADA QUE SEU MACHO VAI GOZAR NESSE CÚ” foi então que as estocadas ficaram mais fortes e sentia bater bem lá no fundo até que depois de muitos minutos eu senti uma pressão enorme enquanto ele me apertava forte entre os braços até sentir algo quente me invadindo por dentro e escorrendo para fora das minhas nádegas e mesmo após ter gozado ele continuou bombando (a essa altura eu já havia me entregado por inteiro ao prazer e já estava gemendo feito uma fêmea naquele pau) por algum tempo até cair suado do meu lado. – “Aiiiiii… que frio… Puta-que-pariu… ahhh, assim, gato, gostoso… chupa a Amandinha, chupa… delícia…”Ato contínuo, assim que havia sorvido o líquido na sua namorada, aprocimou-se da Patrícia e fez o mesmo com ela.

Ele ficou um pouco surpreso quando continuei lambendo seu pau até engolir sua última gota do seu leite. Ao ajeitar-se, comecei a sugar seus peitos e enfiava um ou dois dedos na sua bunda.

Ele engoliu tudinho sem frescura, deixando meu pau limpinho.