Anal No Motel Metendo Com Forca

3 min

Categoria:

Tag: , , , , , ,

visualizações

3 min

Categoria:

Tag: , , , , , ,

Anal No Motel Metendo Com Forca

Anal No Motel Metendo Com Forca

Continuei metendo em minha tia até ver Gabi na porta nos olhando e sem parar, fiz sinal para que entrasse, sem ter resposta. Começámos então na brincadeira a dizer que elas deviam era ser inauguradas pelo Carlos para que não se recusassem.

Tendo um cargo mais elevado na carreira, sempre tive que tomar cuidado com as gracinhas e elogios com as colegas, evitando o tal do assédio sexual.

Ficou falando da tristeza que era ter de voltar para a cidade dela, agora que estava formando.

Meu pau agora estava todo atolado no cuzinho dele e o melhor, ele estava gostando. – Eu te levo no motel, pronto, problema resolvido!A resposta foi imediata:– Oba! Quando?– Quando vc quiser – respondi, com um smile com olho piscando.

KkkkNo final da castelo pareou uma daqueles caminhões grandes, com boléia e tudo.

Estremecia novamente, perdi totalmente as forças. A visão das duas gatas rolando no chão, devorando-se em beijos e caricias, me servia como uma alavanca para as estocadas que eu dava na putinha que estava no meu colo.

( Homens: camiseta, shorts, meia e cueca ; Mulheres: camiseta, shorts, sutiã e calcinha )minha vagina, porque eu não aguentaria mais levar no cú, ele nem sequerde um lado, eu estava toda mole, então eles foram me descendo no pau daqueleMinha esposa ficou louca de tesão e me pediu para meter o dedo em sua buceta e constatei que a bichinha estava mais úmida que uma lagoa, fiquei doido de vontade de comer aquela buceta, mas ela não deixou e apagou meu fogo com uma punheta, por sinal deliciosa, onde ela bebeu toda a porra que derramei. – Ohhhhhh!!! – eu gemia baixinho com o dedo massageando meu grelo duro e inchado de desejo.

com e ganharam fotinhos minhas também. TUDO DEFINIDO, ELE SE AFASTOU PARA REALIZAR SUA TAREFA E ELA TRATOU DE FICAR SÓ DE BIQUINI PARA SE QUEIMAR AO SOL. Meu pau roçava sua bunda enquanto ela permanecia naquele abraço de braços e pernas. Ela recusou de cara, mas ele simpático bom papo, insistiu que ela acabou indo. Meu pai e minha mãe abriram a porta, trazendo umas coisas do mercantil, e logo minha irmã veio lá de dentro vestida e os ajudou com as coisas.

Simone “apagou ” um instante ,ainda mole de gozar,e depois virou o corpo, ficando de quatro. Lambia seu bagos, suas coxas, subis seu pauzão com a ponta da língua e ele se contorcia de tesão.