Flagra Vadia Peituda Cavalgando Com Ex-funcionário De Congonhas – Sp

visualizações

94 seg

Categoria:

Tag: , , , , , ,

Flagra Vadia Peituda Cavalgando Com Ex-funcionário De Congonhas – Sp

Flagra Vadia Peituda Cavalgando Com Ex-funcionário De Congonhas – Sp

Logo ele me colocou de quatro em uma cadeira e de uma sá vez enfiou aquele pauzão grosso na minha bucetinha até o talo e eu toda safada gemi dizendo:rn-aiii…meu sogro tarado…seu pau é muito grande…muito grosso…nossa…sá dei pra pinto pequeno…aiii…tarado!rnTodo tesudo ele me deu uns tapas na bunda e disse:rn-deixa de frescura sua vadia…tenho certeza que vc é uma puta que gosta de pau grosso de macho…rebola vagabunda…. Veio por cima e foi sentando em cima do meu pau que foi entrando te regaçando e vc faz com que ele entrasse todo em vc e gritava de prazer e dizia: me fode assim negão safado, vc ta me rasgando com essa pica grossaaa!! mais ta gostoso, cavalgando passou sua mão pro traz e tentava enfiar seu dedo no meu cu, e cada ver que eu te bombeava você gritava de prazer e falava: come negão, come gostoso, vou ficar quietinha para vc bombear este cassete grosso com muita vontade na minha buceta que esta latejando de prazer, bombeia agora negão cachorro e safado.

– Sabe, Kaplan, temos um amigo que está quase concordando em participar conosco, ele foi pego meio que de surpresa com meu convite, desconversou, depois veio me perguntar se era verdade mesmo, estava meio receoso.

Me disse eu quero é vou aproveitar todo dei risada e fomos para o privado, e resumo combinou de me pegar no aeroporto Congonhas porque ficaria mais perto para o caminho dela que iria com pernão de fora( eu tinha falado que adorava pernão bundão e peitão). Eu já sonhei comendo minha sobrinha várias vezes pois ela é uma ninfeta bem gostosa, morena, magrinha e peituda, do jeito que eu gosto. Quando moleque vivia na casa da minha avó casa esta onde tia janeide também morava com meu tio, sempre ficava com os olhos grudados naquele bundão, foram muitas as vezes em que eu ia até seu quarto e cheirava suas calcinha e aproveitava para tocar uma punheta, foi em um descuido que certa vez tia Janeide me pegou no flagra.