Leticia Andrade Safada De Mg Tocando Uma Siririca

76 seg

Categoria:

Tag: , , , , ,

visualizações

76 seg

Categoria:

Tag: , , , , ,

Leticia Andrade Safada De Mg Tocando Uma Siririca

Leticia Andrade Safada De Mg Tocando Uma Siririca

Eu transo há muito tempo mas nunca tinha batido uma siririca, pois não via graça em tá se acariciando com os dedos, sempre preferi ser comida de verdade, eu tinha o pensamento que nada poderia substituir um pênis.

Quando foi numa segunda feira eu estava de folga ela também bem a vontade, ela estava com um shortinho de malha, sem calcinha, justinho, que delineava bem a bunda e marcava a boceta por estar sem a calcinha, um top zinho sem nada por baixo, lá ´por volta de 10 horas toca a campainha, eu fui atender era um mulato, bonitão, sarado, que se apresentou ola primo eu sou o Fernando, nossa eu gelei, mandei ele entrar sem pensar em nada, apresentei ele a ela, ela cumprimentou e foi para o quarto e me deu a maior bronca, o cara comeu ela com os olhos, tomei bronca por não ter avisado ela, pois ela estava vestida a vontade, ela ainda disse você viu como ele me olhou, a culpa e sua, pedi desculpas e voltei a sala.

ELA ACEITOU E SENTOU FICAMOS CONVERSANDO ASSUNTOS E EU A ELOGIEI FALANDO QUE ELA ESTAVA LINDA CHEIROSA.

Levei as crianças para a escola,a esposa e o cunhado para o trabalho,e neste dia Letícia não foi trabalhar,disse que não estava bem.

Após alguns instantes, quando a minha esposa já estava relaxada e já não reclamava mais de dor, ele começou a acelerar as estocadas e não demorou muito, já estava estocando o cuzinho da minha esposa da mesma forma que fez com a buceta dela.

E eu imaginando o que raios essa menina queria comigo, sentei na cadeira, na hora que eu sentei vi que ela tinha ligado uma música, e veio andando na minha direção. Puxei sua calça, em fraçao de segundos, e fui pra cima dela acariciando sua buceta com o dedo por cima da calcinha, falei olhando com uma cara de tarado pra ela, “que agora não teria mais volta”, ela sorrio e mais safada ainda me responde: “me fode”.