Porno Gostoso Novinha Peituda Fica Empinada E Cai Na Pica Com O Marido Do Rj

3 seg

Categoria:

Tag: ,

visualizações

3 seg

Categoria:

Tag: ,

Porno Gostoso Novinha Peituda Fica Empinada E Cai Na Pica Com O Marido Do Rj

Porno Gostoso Novinha Peituda Fica Empinada E Cai Na Pica Com O Marido Do Rj

"Essa é a história de uma garota que virgem que sempre sonhou em ficar com Pedro e até que enfim, aconteceuBom, me chamo Valéria, cabelos pretos, olhos verdes, bundinha empinada, conheci o Pedro na internet, sempre trocamos mensagens, mas nunca cheguei a imaginar que teria algo a mais, maaaas, um dia, eu, Valéria, havia ido dar uma volta pela cidade e aproveitei para fazer uns exercícios na praça, na volta peguei uma bela chuva, a minha única saída foi bater na casa de Pedro e pedir abrigo até que a chuva passasse, ele todo educado e mal intencionado(ele sempre quis me comer), Pedro abriu a porta pra mim, me colocou para dentro de uma sala, me deu uma toalha para eu me enrolar e me ofereceu um café e eu aceitei, precisava de algo quente, bebi todo o café e percebi olhares de Pedro sobre meu corpo, sempre olhando minha boca, talvez fosse vontade de beijá-la, bom, a chuva não passava e eu queria muito ir ao banheiro, tive que usar o banheiro de Pedro, a necessidade era muita-Posso usar seu banheiro Pedro?-Pode, é logo ali naquela portaLevantei-me, entrei no banheiro, fiz minha necessidade, quando ia saindo dou de cara com Pedro, que logo me agarra pela cintura e cola meu corpo ao dele, eu queria sair mas ao mesmo tempo queria ficar ali, eu sentia muito tesão por Pedro, Pedro me beijou, nossas línguas faziam uma bela dança, durante o beijo senti Pedro pressionar com força meu corpo ao dele, e é claro, deu pra sentir aquele belo volumePedro me guiou até o quarto dele, e me jogou na cama-Você não imagina o quanto eu esperei por isso Valéria-Imagino sim, eu sempre sonhei em perder minha virgindade com vocêEnquanto falava isso percebi o volume no short aumentar, seria talvez o assunto de ser”virgem” que deixava ele ainda mais excitado, talvez né!?Bom, Pedro se jogou em cima de mim, tirou minha blusa e logo em seguida meu sutiã e começou a mamar em meus seios que já estavam sensíveis e com bicos bem duros de prazer, logo Pedro tirou meu short e em seguida a calcinha e caiu de boca na minha vagina, Pedro lambia com muita vontade, chupava, mordia, e eu me contorcia na cama, nunca havia sentido tanto prazer como aquele em minha vida, durante tantas chupadas e lambidas gozei na boca de Pedro, que fez questão de beber todo aquele mel que ele mesmo conseguiu arrancarTirei toda a roupa de Pedro, o deixando nu na minha frente com aquele pau não muito grande e nem muito pequeno quase na minha cara, Pedro pegou uma camisinha na carteira dele, a abriu, colocou no pau, se deitou sobre mim e iniciou um beijo, enquanto nos beijávamos percebia Pedro enfiar o pênis devagarzinho em minha periquita, ele pressionava, até um certo ponto estava prazeroso, mas logo doeu e eu gritei-Para Pedro, tá doendo-Tem que relaxar, pra poder entrar fácil, confia em mim e relaxaPedro voltou a enfiar e dessa vez com força e rapidez, logo o pau dele entrou todo, eu sangrei um pouco, ele limpou e logo mudamos a posição, era minha vez de cavalgar sobre aquele belíssimo pau, eu estava com vergonha mas até que estava gostando, Pedro se deitou e eu sentei naquele pau, comecei com movimentos leves, mas quando menos imaginei estava ali, rebolando e gemendo sobre Pedro, Pedro revirava os olhos de tanto prazerMudamos de posição várias vezes, até que quando eu estava de quatro, Pedro me avisou que iria gozar-Aaaa, vou gozar, quer esse leitinho quente em você quer gostosa?-Quero, quero ele dentro de mimPedro gozou em mim, aquele jato de porra quente invadiu minha boceta, e eu, fiz questão de meter alguns dedos e lamber um pouquinho daquela porra saborosa que eu mesma conseguiNos deitamos na cama lado a lado, ficamos conversando alguns minutos, Pedro fez outro oral em mim, até que a chuva passou e eu fui pra casa.

À noite antes de dormir resolvi assistir um pornozão no celular.

então cada vez mais ele me dava estocada e eu gemendo louca de tesão ate q me pegou no colo me colocou de quatro e disse q ia comer meu cuzinho … bem gostoso.

Ficou alguns minutos chupando gostoso, eu levantei ela e beijei ela coloquei ela de joelhos em uma cadeira de costas pra mim e voltei a comer a boceta dela nessa altura do campeonato ela já elava com as medidas do meu pau e ela gemia muito gostoso eu batia na bunda dela e puxava os cabelos ela e ela fala “fode essa puta”, “ me fode que nem vadia enquanto meu marido dorme”, quando eu vi que ela já estava gozando bastante passei a mão na buceta molhada dela e acariciei o cuzinho dela com os dedos enquanto comia a buceta dela, ai ela me disse. Morava sozinho em Brasília,vim de Minas Gerais para o Distrito Federal porque tinha me separado e muito decepcionado vim tentar uma vida nova chegando na capital do país aluguei um apartamento onde morei por 2 anos só, eu com meus 37 anos pensei vou viver na solidão, amo cozinhar e no apartamento de frente morava duas mulheres a mãe e a filha, a filha tinha 19 anos e nos víamos muito pouco é somente nos cumprimentamos até que um dia fui fazer uma pizza, afinal amo cozinhar, deixei assando e desci para comprar refrigerante quando me deparei com a vizinha de 18 anos e ela me disse ta cheirando pizza e parece deliciosa pelo cheiro eu disse que estava fazendo e ela já foi pedindo um pedaço, falei que tudobem e que levaria pra ela quando terminar e resumindo bati na porta dela é entreguei o pedaço ela adorou, depois ficamos amigos e ela me disse que sua mãe era enfermeira e as vezes ficava algumas noite só, uma certa noite ela bate na porta e pergunta se pode entrar eu disse só um momento, como adoro andar de sunga dentro de casa fui colocar bermuda, ela perguntou por causa da demora e expliquei então para minha surpresa ela disse se for sunga pode ficar pq estou acostumada a ver homens assim no clube, eu disse assim melhor então ela insistiu em me ver de sunga até que fui no quarto é retirei a bermuda, percebi seus olhares para minhas coxas grossas e o volume dentro da sunga afinal sou dotado,comemos, rumos, e ela começou a dizer coisas sobre sexo e disse que era evangélica e que nunca tinha ficado com homens, e ficava falando você deve ter muitas mulheres em seu pé, eu disse que trabalhava muito as vezes tinha uma ficante porque eu não era de ferro, ela disse vou lá em casa tomar banho posso ficar aqui vendo filmes até dar sono? Porque minha mãe foi trabalhar hj é n queria ficar sozinha, eu disse que tudo bem, ela foi tomar banho e eu também aproveitei e fui banhar também, quando ela volta vem com uma saia branca tecido mole e curta, eu fiquei meio paralisado meu pau deu um pulo na sunga e ela percebeu é brincou nossa como ele ficouenorme acho que ele me quer, fiquei sem palavras, então sem perca de tempo dei um abraço nela e apertei ele no corpo dela e meu pau pulsava tanto e a beijei loucamente, ela se esfregava em mim, fiquei louco de tesão puxei até meu quarto a joguei na cama, fui beijando seu pescoço tirei sua camisa é saia e vi aquele corpo de ninfeta novinha é nem acreditava, ela olhou nos meus olhos e disse sou toda sua faça o que quiser comigo, arranquei o sutiã é chupei delicadamente seus peitinhos duro, desci beijando seu copo até chegar em sua calcinha é mordi a beirada da calcinha e fui retirando com a boca, quando olhei sua buceta nossa bem carnudinha é com pelinhos desenhado parecia um cavanhaque, subi lambendo suas coxas, e abocanhei sua buceta atirava a língua nela com vontade fiquei chupando até que ela contorceu e gemeu alto, tinha gozado em minha boca, subi beijando seu corpo beijei novamente um beijo apaixonado e mamei novamente seus peitos, a coloquei de quatro e lambida sua buceta coxas e cuzinho, beijava suas costas, enfim dei um beijo de língua, ai tirei minha roupa e quando ela viu meu pau ela ficou paralisada e disse por isso as mulheres te adora, tenho um pau lindo grande cabeça vermelha e grande sem mancha é Carocinhos, sem nenhuma deformidades todo depiladinho ela começou a mamar meio atrapalhada mas fui ensinando até que ela passou a mamar bem gostoso, ele olhava pra mim com aquele olhar de menina inocente e safada é sorria enquanto devorava meu pau, pra minha surpresa ela disse quero que goza em minha boca, como demoro gozar eu disse depois gozo, ai peguei lubrificante e passei em sua bucetinha e fiquei esfregando na entradinha é fui enfiando devagar ela começou chorar baixinho e parei, perguntei se queria que parasse ela falou tá doendo muito mas eu quero muito você, então fui beijando e fazendo movimentos de vai e vem devagar até que sentir rompendo o ímem e fiquei parado dentro dela por um tempo, ela falou em meu ouvido meu bem pode me fuder agora já não dói muito, comecei a meter com vontade e ela gemia muito eu ficava louco, coloquei ela de quatro segurei seus cabelos dava tapas em sua bunda e metia com vontade ela gozou muito depois de fazermos em várias posições, tirei meu pau ela abriu a boca e gozei muito dentro daquela boquinha e pra minha surpresa ela engoliu tudo, fomos tomar banho e ficamos deitados nos beijando e a partir daquele dia uma noite sim é outra não ela sempre vinha dar pra mim, até que após um ano mais ou menos ela arrumou namorado da igreja e se casou. O que vou relatar aconteceu em 2008, eu tinha 28 anos na época e um amigo 26 o nome dele é Iago, tinha largado na da namorada fazia umas duas semanas, ele tava meio depre, mas deles sempre largavam e voltavam, estavamos dando uma volta de carro e vimos essas lindas na rua, era umas meia noite e meia mais ou menos, eu não aguentei e parei e falei com elas, perguntei o que elas faziam na rua aquela hora, disseram que moravam ali perto e foram comprar ice, falei legal, podemos nos conhecer, elas disseram que sim, descemos do carro, nos apresentamos e fomos até o posto comprar ice com elas, óbvio conidei pra dar uma volta e ela ficaram meio receosas mas toparam, a carol veio na frente comigo e a larrissa atrás com o Iago, ficamos rodando e conversando, porém a Larrissa tava interessada em mim e não no Iago, mas a Carol tinha achado ele bonitinho e tal e elas combinaram de trocar de lugar, paramos em um outro posto e eu já laquei um beijo na larissa e eo Iago na carol, a larissa se esfregava mto em mim, estavamos encostados no carro, eu fiquei de pau duro estourando e ela sentiu e virou de costas, abracei ela e beijava e ela rebolava no meu pau esfregando, era calor eu de bermuda e elas de vestidinhos curtos, não tava aguentando mais, queria comer aquela gata, só que o zé mané do Iago, sei lá oq rolou, acho que tava com medo de alguém ver e contar pra ex, quis ir embora, então levei ele e as duas ficaram meio sem o que fazer e quiseram ir embora tb, deixei ele e fui levar elas, quando cheguei lá, a carol desceu e eu dei mais uns pegas na Larissa disse que ela tinha me diexado com tesão e de pau duro, que queria o telefone dela pra poder sair com ela de novo, ela me passou, eu passei o meu e ela desceu, cheguei em casa, de pau duro, pensei em bater uma punheta, mas resolvi comer algo antes, nisso toca o celular, era a larissa perguntando o que eu tava fazendo, eu disse que ia bater uma punehta que ela tinha me deixado de pau duro, ela riu, eu perguntei e vcs? ela disse que elas estavam com muito tesão, falei a carol tb? e ela dise que sim, q elas estavam molhadinhas, perguntei do meu amigo e a carol disse que ele era mané e não quis saber dela, falei assim vcs duas me deixam louco, elas perguntavam se eu já comi duas ao mesmo tempo, eu disse que sim, e perguntou se eu comeria elas, eu disse claro que sim, perguntei se elas se pegavam, ela disseram que as vezes e que estavam esfregando um na outra, elas estavam com a voz mole de tesão, falei, poxa, pq nao falaram antes, vcs estavam sozinhas comigo, elas disseram que estavam com vergonha, eu disse que morava sozinho e elas ficaram doidas, perguntei se queriam vir aqui que eu buscava elas, ela toparam, sai e fui pega-las, cheguei la, elas entraram no carro mas ficaram timidas, trouxe elas para minha casa, começamos a beber mas cervejas, e eu tirei a camisa e falei olha o volume, spo de pensar vcs aqui olha como fico, ela disse, mostrar, eu falei, vamos fazer assim, tirei a camisa, tirem os vestidos, elas tiraram, então tirei a bermuda, ai eu disse vz de vcs, elas tiraram o sutiã, foi os peitos naturais e durinhos mais lindos que ja vi, então tirei a cueca, e falei, falei vcs, elas tiraram a calcinha, que delicia quelas duas peladinhas, então falei perderam a vergonha né, cheguei nelas e lasquei um beijo na carol, a larissa já pegou no meu pau e começou a bater uma punheta, fomos pro quarto, deitei e comecei a beijar a larissa ue veio do meu lado, a carol caiu de boca no meu pau e ficava chupando e me olhando com aquele olhão azul, que tesão, a larissa queria chupar tb, começou a chupar e a carol veio e me beijou e colocou quele peito enorme na minha boca, que peitão gostoso, grande duro, nisso ela abaixou de novo e as duas ficaram chupando, eu falaram pra se beijarem com meu pau no meio e foi demais, puxei a larissa um pouco de lado e soquei o dedo na bucetinha dela e ela chupando, a carol eu puxei pra um 69 e chupei aquela buceta, e elas mamavam no meu pau, depois mudou, a larissa veio pro 69 e a carol eu fiquei dedando, perguntei se ela iriam se chupar, elas começaram um 69 a larissa estava de 4 em cima da carol eu fui la deu o pau pra carol chupar ela chupou de babou nele e eu coloquei na bucetinha da larissa, que bundao de 4, fodi muito quela buceta ela gemia mto, em 5 minutos disse que tava gozando no meu pau, a carol chupava ela e lambia meu saco, depois inverteu, a carol ficou de 4 e a larissa em baixo dela, só que nao no 69, ficaram de beijando, então eu comia a carol de 4, tirava o pau e colocava na larissa que tava embaixo com a perna aberta, a carol gozou no meu pau tb, eu nao aguentava mais queria gozar, falei pra elas duas chuparem juntas que ia gozar na boca delas, elas ficaram lambendo e chupando, depois as duas linguas passando como se tivesse lambendo um picolé nessa hora gozei na boca delas, foi demais, já era tarde, e ela quiseram ir embora, era umas 5:30 a manha, ok levei elas e combinamos de rolar de novo, no outro dia era 14h liga a larissa, perguntando se eu podia dar uma carona pra ela ir pra casa, pq ela dormiu na maiga, disse que sim, peguei ela e lvei pra casa dela que era do outro lado da cidade, quando chego la a mae dela estava com o portão aberto, ela me apresneta e disse que eu era um amigo dela e da carol, que pediu carona pra mim, a mãe me agradeceu, disse essas meninas são fogo, eu disse tb bem, sempre olho elas, só que mãe dela era gostosa demais, a larissa era tipo ela, ela era nova tinha 37 anos, era separada, loira tb, o rabão da filha veio dela, claro que elogiei ela e ela sorriu, durante a semana, a safada da carol me ligou ueria sair comigo sozinha, falei olha só e a larissa, ela disse, sai só comigo, peguei ela e levei pra casa, comi muito aquela gostosa peituda, aquele olho azul dela hipnotizava, gozei na boca, gozei nos peitos, ela estava com tudo, lógico q ela não contou pra amiga, na sexta-feira a Larissa troca uma ideia comigo e queria sair comigo tb, peguei ela e sai por ai, demos umas voltas, uns pega e acabamos em casa, onde fodi com ela gostoso, eu tava feliz demais, comendo aquelas gatas, gozei gostosa naquela bunda e outra hor ana boca carnuda dela, ela chupava mto gostoso, e me convidou pra ir na casa dela no sábado que ia rolar niver dela, eu fui levei um presente e tal, tinha uns amigos dela lá, umas outras mina, uns parentes, eu troquei uma idéia com a mãe dela, que não sabia de mim com a filha e nem com a Carol, conversa vai e conversa vem ela na maior cara de pau me convida pra ir lá na terça que a Larissa tava indo pra sampa na casa do pai, eu falei ok, eu venho.