Tirando A Camisinha Sem O Passivo Perceber

16 min

Categoria:

Tag: , , ,

visualizações

16 min

Categoria:

Tag: , , ,

Tirando A Camisinha Sem O Passivo Perceber

Tirando A Camisinha Sem O Passivo Perceber

Ela entrou e disse seu safadinho sem vergonha, era isso que você queria né malandro, então você vai ter que comer nós duas, ela já foi tirando a roupa e me falou, maninha hoje você vai sentir o que é um pau grande e grosso entrando no cu, ai ela abriu as minhas pernas e falou, enquanto você chupa esse pau duro e grosso, eu vou preparar o seu cuzinho pra ele te comer bem gosto, ela socou a boca na minha boceta e começou a chupar, depois ela molhou o meu cuzinho e socou dois dedos dentro dele, eu chupava o pau do seu marido, que ficava cada vez mais duro. Desci até a pica dele deliciosa e mamei com vontade e desejo, ele por sua vez chupou minha PPK de uma maneira deliciosa também, ele colocou a camisinha e não demorou muito pra eu sentir todo aquele membro dentro de mim, mas não estava totalmente a vontade pois tínhamos platéia e mais uma vez pra meu desprazer tivemos que parar pra ele atender alguém que tinha passado mal e tinham que buscar no hospital.

"Quando eu tinha 16 anos já tinha transado com vários amigos, porem todos tinham um dote pequeno de no máximo 15cm e o meu fetiche era transar com alguém bem dotado, eu tinha um colega de escola chamado Diego ,ele era moreno alto sarado, ele era quieto e tinha 17 anos, me aproximei dele e puxei conversa, ele era legal, comecei a conversar com ele por vários dias seguidos pois diziam que ele era gay e tinha um dote enorme, após ficamos amigos convidei Diego para ir na minha casa para nadarmos na piscina, minha mãe ficava o dia todo fora de casa trabalhando então não teria problema … Diego aceitou, então logo depois da escola que acabava 12:00 fomos para a minha casa, tranquei o portão e fomos direto para a piscina, Diego falou se teria problema de ele nadar de cueca e eu disse que não, nadamos por algum tempo e depois começamos a conversar, eu mandei algumas indiretas para ele que percebeu, então ele me perguntou se eu era gay, eu fiquei quieto e ele deu uma risada, disse que eu não precisava ter vergonha porque ele também já tinha feito sexo com homens, eu perguntei se ele era passivo ou ativo e ele respondeu que era ativo, e me fez a mesma pergunta e eu disse para ele que eu era passivo, ele então deu uma risadinha maliciosa e disse se eu achava ele bonito, respondi que sim e então ele perguntou se eu queria transar com ele, fiquei quieto e apenas deu um sorriso malicioso.

Um pedaço de corpo tão sensual que eu nem conseguia perceber se aquilo era mesmo a sério ou apenas um sonho.