Vazou no whatsapp video amado enfermeira peituda confiou no namorado e se deu mal do seu namorado de porto seguro – bahia

4116 visualizações

30 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , , , ,

4116 visualizações

30 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , , , ,

Vazou no whatsapp video amado enfermeira peituda confiou no namorado e se deu mal do seu namorado de porto seguro – bahia

Vazou no whatsapp video amado enfermeira peituda confiou no namorado e se deu mal do seu namorado de porto seguro – bahia

Então peguei o notebook e não sei o que me deu, uma espécie de estalo e coloquei um vídeos dos que eu me masturbava e disse, vê aí que vou sair daqui, então ela perguntou se o vídeo me excitava e eu disse que já, mas que jamais ficaria excitado ali, mesmo vendo vídeo, foi quando ela me disse que se eu era tão melhor que ela, ficasse, visse o vídeo sem se excitar e eu sentei e comecei a ver e não demorou muito pra me excitar, levantei para sair e ela então levou a mão na minha bermuda e pegou em meu pênis e logo ela soltou uma frase rindo, de que eu não era tão santo e que estava saindo porque estava excitado e não admitia…Foi quando o problema realmente começou, eu estava mesmo muito excitado e nem sei dizer mais se era por causa do vídeo ou se porque ela encostou em mim (coisa que ninguém havia feito antes), então minha mãe tirou o resto da roupa na minha frente e começou a passar a mão na minha bermuda, onde meu pênis estava e começou a me perguntar se eu não estava excitado, e naquela hora, juro, fiquei possuído, não era mais eu, eu disse que sim e ela pediu para eu tirar o calção e eu tirei na hora enquanto ela foi fechar a porta da sala de tv. Comecei a conversar com alguns rapazes, uns tinham um papo legal e outros estava bem claro que só queriam safadeza, fui conversando com os cara legais e cheguei a passar meu whatsapp pra alguns deles.

E a conversa ia bem demais, já estávamos dando risadas, eu conseguia fazer graça com algumas situações de clientes da locadora… Já havíamos falado sobre o tempo, sobre a Bahia, Porto Alegre, então ela me disse:– Fim de semana que vem vou trazer meus dois filhos aqui pra te conhecerem.

Dalila tinha lidos alguns contos eróticos envolvendo médicos e enfermeiras e resolveu bancar a enfermeira. ""Eu sou a Vera e sou filha de japoneses, tenho os olhos puxados, uma pele linda e um corpo maravilhoso, sempre fui muito assediada e já recebi varias cantadas de amigos e até de parentes, eu sei que o que mais chama a atenção dos homens é a minha bunda, que é bem redondinha e arrebitada, todos dizem que sou muito gostosa, eu já tive vários namorados e hoje eu sou casada, com um rapaz bem novinho de apenas vinte e um anos, eu também sou muito novinha, mas apesar dele ser um homem novinho, ele é muito inexperiente em relação a sexo.

Barbara e mais alta q eu , branquinha e bem peituda cabelos longos e lisos enquanto os meu sao cacheados. Meu marido nunca desconfiou de nada…. E como ela mesma diz que tipo de marido sou que combino com a esposa da pra outro? Diz que mereço uma punição de corno e ela pega um cinto que ela havia deixado no banheiro e passou a dar lambadas na minha bunda me chamando de corno amado e não vou negar que me excitava apanhar na bundinha pela própria esposa falando coisas certas de corno a mim…– seu corno pensas que eu nunca desconfiei que eu namorasse um futuro corno? Tu nunca me enganaste seu corno manso e ficas admirado ao saber que dei o cuzinho pra outro e tem mais seu corno quando ele meteu o pau eu gritei e olhei pra trás e de vi e tive que rebolar e aguentar tudinho e tudo porque tu querias ser corno e agora teremos um trato e haverá fim de semana que vou ser puta e confessa que já bateu pensando nisso!E me pau deu uma contração quando ela o segurou e sussurrou em meus ouvidos… Se já bateu pensando eu com outro confirmar pra mim e confirmei com a cabeça que já bati e agora ela diz que só depende de mim que ela vai fode com outro e a prendo na cama e é nesse momento com ela presa na cama com meu pau enfiado na boceta dela que ela diz…… Que estou na penúltima fase antes dela ter a certeza que aguento ver ao invés de só saber e que se eu topar chegará o dia que ela vai me dá o meu dia de marido corno manso mais feliz do mundo, pois verei minha mulher ser comida enquanto eu bato uma só assistindo escondidinho do jeito que eu quero e mereço, pois segundo ela é tudo que eu mereço só assistir, bater punheta e me lambuzar no meu pau.

comEu levantei Claudia virei ela de costa para mim, inclinei ela um pouco e fui colocando meu pau na buceta dela, quando entrou fiquei segurando só na cintura dela, e socando bem gostoso, ela começou a gemer, e falar bem baixinho, eu não entendia direito, só sei que depois de algum tempinho a Marcelinha, veio tirou ela de mim, me fez sentar na cadeira, ficou de costa, segurou no meu pau e foi colocando na buceta, Cladia, ficou me beijando no começo, depois foi nos peitinhos de Marcelinha, chupava, mordia, puxava o cabelo dela, e Marcelinha começou a gozar, gemia, pedia mais, pedia para Claudia dar tapas nelas, Claudia, dava devagarzinho, Marcelinha rebolando, ficou com as pernas moles, saiu de cima de mim, pegou Claudia colocou de quatro em outra cadeira me chamou, deu uma chupada no meu pau e falou para a Claudia. Ela não se importou de ser chamada assim,sorriu e fomos os 3 para o quarto,meu coração estava acelerado,estava ancioso pois nunca tinha transado com uma mina e outro cara,estava um pouco tranquilo porque o outro cara,no caso,era meu amigo há anos.

Certo dia ela vinha comigo da igreja e falava que o namorado nao a tratava bem, brigavam muito e chegou a ameaçá-la de bater, comecei a aconselhar ela de pensar melhor nela pois ela era muito linda, e tinha bastante homens querendo ter o prazer de chamá-la de namorada, foi onde ela se alegrou mais e perguntou se eu estava também envolvido no meio deles e claro disse que sim.