Video Amador Fora Do Normal Gostosa Muito Gostosa Gemendo Pra Valer Nessa Foda Gostosa Com Seu Ex-noivo Vacilão – Rn

10 seg

Categoria:

Tag: ,

visualizações

10 seg

Categoria:

Tag: ,

Video Amador Fora Do Normal Gostosa Muito Gostosa Gemendo Pra Valer Nessa Foda Gostosa Com Seu Ex-noivo Vacilão – Rn

Video Amador Fora Do Normal Gostosa Muito Gostosa Gemendo Pra Valer Nessa Foda Gostosa Com Seu Ex-noivo Vacilão – Rn

Ele me encostou na parede, de costas para ele, segurou forte o meu cabelo e dizia: “Era isso que vc queria? Ser minha cadela? Era isso sua vadia gostosa?” E eu enlouquecida com os dois, loucos para me comerem….

74m olhos e cabelos castanhos e um pau normal. Chamava-se Luciana e era toda linda: 35 anos, alta, rosto bonito, pernocas torneadas, sorriso contagiante, um colírio para os nossos olhos, os seus alunos! Não preciso dizer que todos nós estávamos caídos de quatro por ela e que muitas e muitas masturbações foram executadas em seu louvor nos WC da Faculdade…! Mas era casada e parecia ser muito séria, embora parecesse se divertir bastante com o frisson que a sua presença sensual e encantadora produzia em nossa turma, predominantemente masculina.

Olá vim contar mais uma aventura com a mulher da minha vida, que sempre está disposta a fazer uma dessas loucuras que vou contar , pois bem , somos um casal bem fogoso na cama, adoramos o perigo e um sexo gostoso, eu sou um negro de 1,78 alt, uns 70 kls , com um corpo magro mas defidinho ,tenho um pau que considero médio, tem uns 18 cm , curvado pra cima , bem grosso e com veias saltadas e quanto maior o meu tesão mais duro fica , minha mulher e branca, com cabelos pretos e grandes até as costas , já tivemos um filho mas ela ainda está gostosa com uma bunda firme e gostosa não muito grande mas grande kk, peitos grandes e gostosos com os biquinhos marrons e pequenos, o que vou dizer agora aconteceu durante uma festa que se não me engano foi no natal do ano passado, eu estava com minha mulher ,nosso filho e minha sogra na casa de uns parentes dela numa cidade aqui de são Paulo mais afastada da capital, então tinha alem de casas ,muitas árvores e uma praça que ficava no encontro com mais duas ruas, mas era uma pracinha pequena e com muitas árvores e com uma iluminação bem fraca , então a noite era o lugar perfeito pra namorar , então depois de um tempo já na festa e bebendo um pouco, eu e minha mulher estávamos mais ‘alegres’ que o normal, ela estava com um vestido lindo que iam até acima um pouco do joelho, e tinha um cinto pequeno na cintura que deixava ela com os peitos apetitosos, eu já olhava pra ela com um desejo é tesão no olhar , ela já tinha percebido e ficava me olhando com cara de safada, meu pau já começava a endurecer e o volume ficando bem evidente, fiquei um tmp sentado pra ninguém perceber , minha mulher se aproximou de mim e disfarçadamente pegou no meu pau sobre a calça e disse que queria fuder comigo, nessa hora meu pau quase explodindo na cueca, eu então a agarrei pelo pescote dei um beijo gostoso, molhado, quente, deu pra sentir o corpo dela se esquentando, e sua bucetinha se lubrificando querendo meu pau dentro dela , dps de um tempo nos bjando, ela me convidou pra irmos na rua um pouco , fiquei meio frustrado e chateado por achar que ela tinha ‘tesourado’ nosso bjo gostoso, mas aí quando saímos da casa e fomos indo em direção a praça, percebi a malícia da idéia dela , e automaticamente meu pau foi ficando duro de novo, naquela rua tinha mais uma festinha , só que essa era comemorando um aniversário, e justamente no momento que passamos estavam exibindo em um telão uma homenagem em vídeo para a aniversariante, então não tinha ngm na rua e nem na praça,então chegamos lá e eu me encostei no canto menos iluminado e ela veio se apoiando em mim com os braços em volta do meu pescoço e eu cm as mãos na bunda dela e então começamos a nos bjar , um beijo muito excitante e cheio de tesão, minhas mãos já por baixo do vestido dela apertando as nadegas , enquanto ela viajava de tesão , o prazer e o cheiro de sexo estavam no ar , eu então coloquei a mão por dentro da calcinha dela , que estava totalmente molhadinha, então fui masturbando o grelinho dela , enquanto ela me abraçava forte forçando o corpo contra o meu , então sem ligar pra onde estávamos , abri minha calça, e tirei meu pau pra fora, ela então pegou ele segurou firme e começou uma punhetinha de leve , meu pau estava muito duro , sentia ele pulsar na mão dela , então já louco de tesão ,fui colocando a calcinha dela pro lado e forçando meu pau na entrada da bucetinha totalmente melada , até que entrou a Cabecinha, e foi entrando devagarinho o restante até que todo meu pau preencheu aquela buceta, comecei então a tirar e colocar , no início devagar e fui aumentando o ritmo e a intensidade, metendo forte e fundo enquanto ela me apertava forte seu corpo contra o meu tentando controlar o corpo quase dominado pelo prazer , eu disse no ouvido dela baixinho, que delícia te fuder assim minha putinha, sua xaninha ta toda derretida e isso ta me deixando louco, vou te fazer gozar , ela com os olhos fechados e o corpo tremendo todo enquanto eu ia fudendo sem dó a buceta dela , de vez em quando eu olhava pra rua pra ver se alguém nos observava, não via ngm então voltava a me concentrar na foda , o lubrificante natural dela escorria pelas suas coxas e então enquanto eu bombava na bucetinha, até que ela anunciou que já gozar, pouco tempo dps senti o corpo dela tremer e a buceta se contrair apertando meu pau , continuei fudendo e em seguida enquanto ela ainda estava gozando eu gozei também, foi um orgasmo gostoso e demorado , ficamos abraçados nos apertando enquanto íamos nos recuperando , aos poucos a bucetinha dela foi soltando meu pau , nos bjamos ardente e apaixonadamente, ela foi se ajeitando e eu tbm , nos abraçamos de novo e sorrimos imaginando mais essa loucura que fizemos, espero que tenham gostado esse conto foi real até o próximo pessoal. Posso tirar?– Sim…"– faz uma chupetinha gostosa no seu priminho vai, priminha…. E nessa hora eu percebi que ela começou a chorar.

começamos a fuder feito loucos , ele me comeu assim , depois de ladinho falando muita sacanagem no meu ouvido, me colocou de 4 puxou meu cabelo e me deu uns tapinhas, e por fim joguei ele na cama e cavalguei bem gostoso pra ele, olhando bem no fundo do olho dele, e gemendo com uma voz safada.

Estávamos conversando sobre isso em um dia em que eu não fui trabalhar e ela estava lá em casa fazendo faxina, estávamos na cozinha, e ela estava com seu shortinho que faz com que ela fique com um capuz de fusca e permite ver sua calcinha enfiada em sua bunda, e enquanto ela me falava que já estava há 3 meses sem poder transar me contou que estava tendo muito problema financeiro, pois tudo estava muito caro, e as pessoas estavam começando a parar de contratá-la para reduzir gastos, eu estava só de bermudinha em casa, havia acabado de tomar um banho e ela virou pra mim e disse, meio que em tom de brincadeira, acho que vou começar a fazer programa escondida, pois assim acabo matando meu tesão e resolvendo meu problema de dinheiro, ela disse isso e riu, mas na hora isso me deixou excitado, de tal forma que meu pau fez um volume sob a bermuda, como estava ao lado dela eu coloquei a mão em seu ombro e perguntei se ela tava pensando realmente sério nisso, ela colocou a mão em minha cintura e disse que tinha hora que tinha vontade mesmo, mas o problema é que teria que dar pra um monte de gente feia, que os caras que iam querer ela não iam ser novinhos e bonitos iguais a mim, quando ela disse isso eu segurei a mão dela tomei coragem e falei, -você que pensa, olha como que eu fiquei só de ouvir você falando isso! Então coloquei a mão dela sobre meu pau, por cima da bermuda, ela olhou pra mim com cara de assustada e de safada e disse, -nossa Rodrigo, você teria mesmo coragem, mesmo com uma mulher bonita igual a sua? Mas enquanto ela falava deixou a mão em meu pau, eu então tirei ele pra fora da bermuda e coloquei sua mão nele e falei que se ela quisesse, eu comeria ela agora, ela começou a me masturbar em pé, encostado no balcão da cozinha, e disse que não sabia se devia fazer isso, que tinha medo e coisas assim, mas sem parar de alisar meu pau, da cabeça até o saco, eu virei ela de costas e encostei meu pau em sua bunda e comecei a me esfregar em sua bundinha, enquanto ela continuava a me punhetar devagarinho, com minha outra mão comecei a acariciar sua boceta por cima da bermuda, ela afastou a bermuda pra que eu enfiasse a mão em sua boceta, e quanto pus meus dedos em sua boceta senti todo aquele melado, ela estava louca de vontade de dar, então pus ela sentada na cadeira da mesa e comecei a esfregar meu pau em sua cara, passando em seus lábios, ela ficou sentindo o cheiro de meu pau e então começou a abocanhá-lo, segurando em meu saco e empurando meu corpo de encontro a sua boca, sugou com vontade por alguns minutos, até que não mais agüentei e levei ela pro sová, arranquei apenas seu shorte e sua calcinha e empinei bem aquela bundinha pra mim, acariciei um pouco mais aquela linda bocetinha e enfiei meu pau nela com vontade, meu pau deslizou com facilidade, e ela estava tão lubrificada que tive dificuldades pra gozar, eu ia metendo em sua boceta e batendo em sua bunda, e ela gemia e dizia:-isso, mete na mamãe, come a mamãe come seu gostoso!, Enquanto ela gemia ela rebolava aquela bunda gostosa e depois de uns 15 minutos de um vai e vem frenético acabei gozando em sua bundinha….

Ele se lavou na minha frente como se quisesse me mostrar que era um homem maduro mas que ainda era um macho pra valer.

Ele queria que fizesse um filme erótico amador, onde ele seria o diretor e câmera, e eu seria sua atriz principal.