Video de sexo amador gostosa puta perfeita gemendo pra valer nessa foda gostosa para tarado – rs

1553 visualizações

56 seg

Categoria:

Tag: ,

1553 visualizações

56 seg

Categoria:

Tag: ,

Video de sexo amador gostosa puta perfeita gemendo pra valer nessa foda gostosa para tarado – rs

Video de sexo amador gostosa puta perfeita gemendo pra valer nessa foda gostosa para tarado – rs

Ele queria que fizesse um filme erótico amador, onde ele seria o diretor e câmera, e eu seria sua atriz principal. Dormimos pois estávamos cansados, pela manhã por volta das 09 hs, acordamos para o café, chamamos a baba no apto ao lado, Marcela já estava arrumada de fio dental e entrada de banho, não preciso dizer que Marcela é uma morena muito gostosa, peitos e bunda grande, pernas grossas e adora se exibir, depois do café resolvemos ir a praia dar uma volta de carro com nossa filha, voltamos pro almoço, a baba foi dar o almoço dela depois foi coloca-la pra dormir, chamei Marcela para irmos a praia tomar cerveja, o garçom do hotel nos acomodou em uma barraca, sentamos pedimos cerveja e caipirinha para Marcela, na tenda ao lado tinha 2 casais de São Paulo, logo puxaram conversa, nos entrosamos, Marcela foi tomar banho, os homens ficaram olhando pra sua bunda toda a mostra, quando voltou como o biquini era branco, molhado, mostrou transparencia e dava pra ver todo o contorno de sua buceta peladinha, pois ela usa depilação total, notei que tinha um que não tirava os olhos, continuamos conversando, deu 16 hs, então eles dizeram que iriam a um forro que tem na cidade e nos convidaram, combinamos e subimos pro apto ver como estava nossa filha, nos deitamos pra descansar pois o sol estava escaldante a baba foi dar o jantar de nossa filha, lá pelas 21 hs nos arrumamos e encontramos os casais na recepção, Marcela estava de vestidinho de algodão branco meio transparente mostrando sua calcinha fio dental preta sem sutiã, chegando no forro procuramos uma mesa, era bastante escuro e lotado, pedimos caipirinha e cervejas, o forro tava tocando, muita gente dançando, fomos dançar, voltando eles queriam dançar mais nao sabiam, em Marcela se ofereceu para ensinar, dançou com um depois com o outro, o mais novo tinha uns 30 anos e era todo gaiato, ja tinhamos tomados umas,vez por outra ele chamava ela para dançar, num determinado momento se perderam na multidão, quando voltaram notei meio desconfiados e ele tentando esconder sua ereção, sentaram então chamei Marcela pra dançar, ela notou que eu estava de pau duro, beijou minha orelha que adoro, então eu disse o rapaz chegou na mesa de pau duro, ele tá a fim de ti amor, ela disse ele quase me come amor, me virou de costa e ficou roçando em minha bunda, ela disse amor fiz de conta que não tava entendendo e fiquei rebolando no pau dele, ele me beijou no pescoço mordeu minha orelha, mais pedi pra sair pois poderiam notar, você achou ruim amor, eu disse não adorei essa situação amor, é muito tesuda, ela disse gostei também mais só faço se você concordar, eu disse tá livre amor se você tá com tesão nele, nos beijamos e voltamos pra mesa.

Até ano passado, trabalhei como atendente de vídeo locadora (até ela fechar de vez).

A noite ela saiu com aquele vestido branco, calcinha fio dental branca para dar o contraste no vestido e aparecer muito mais e a sandália de salto, ficou uma puta gostosa. No mesmo momento a peguei e coloquei de ladinho e comecei a comer sua buceta apertadinha, comia um pouco o cu, um pouco a buceta, e ela gemendo que nem uma puta, coloquei ela de 4 mais uma vez, e comi seu cuzinho por uns minutos e gozei mais um monte de porra na bunda enorme da raimunda, levantei meu shorts e fui embora deixando a bunduda toda gozada ali no chão.

Valéria gemia e pedia que Roberta continuasse.

""” Depois de três dias com Julia ela já não sentia dores nenhuma, eu me senti mais seguro e confesso que passei a olhar para aquela menina como uma mulher, eu já senta até um certo frio na barriga, todas as manhãs eu acordava com Julia ou apertando meu pau, ou já me chupando, de fato eu havia criado uma putinha, passei horas conversando com ela e contando a importância dela não contar para ninguém e muito menos fazer sexo com outras pessoas, me preocupava com a possibilidade dela ficar grávida ou pior, pegar uma doença de algum velho tarado… Não que eu seja novo, mas eu tinha apenas 26 anos… ENFIM, desde então julia já estava viciada em sexo, eu mal podia respirar e ela já estava ajeitando meu pau na entrada da bucetinha dela, aos poucos ela ia engolindo centimetro por centimetro da minha rola, meu pau ficava estourando de tão duro e então ela soltava um gemidinho e começava a cavalgar, eu estava me apaixonado por aquilo.

Ele me questionou:-Vem aqui corninho, dá pica na boca da tua putinha, dá, deixa eu mamar nessa pica mole… – Pediu Angela compadecida. que fez a maior encenação para tirar a calcinha e mostrar aquelas pernas perfeita e bundinha arrebitada.